Data: 27 de janeiro de 2001
Assunto: Rei Coragem
Contexto: "Rei Coragem" é um documentário sobre um portador de paralisia cerebral, Dan Keplinger, que ganhou o Oscar-2000, cuja fita Milani me enviou.



Milani


A fita do "Rei Coragem" chegou nesta manhã e acabei de assisti-la:) Fiquei espantado com a dificuldade de comunicação do Dan, ou melhor, como é difícil alguém que lida com um deficiente que não pode falar mas que é alfabetizado ter a simples idéia de pegar um retângulo de madeira e apor letras e números, talvez devido a um fetiche com a alta tecnologia – eu mesmo só tive tal idéia aos 24 anos assistindo "Gaby: uma História Verdadeira". Perdi as ilusões quanto aos EUA, que, embora tenham uma acessibilidade arquitetônica muito melhor que qualquer outro país, me pareceram ser tão preconceituosos quanto o resto do mundo:( Felizmente também parece ser universal que existam algumas pessoas capazes de ir além das aparências, de não ficarem paralisadas diante dos obstáculos ao diálogo e para ver o que cada ser humano tem dentro de si. É interessante que eu tenha percebido o que (não)havia entre o Dan e a Laura logo na primeira aparição dela; talvez esse "olho clínico" se deva a que passei por uma história bem parecida, lembrando que o amor muitas vezes não é o suficiente para um homem e uma mulher terem um relacionamento. Fiquei morrendo de inveja por ele morar sozinho, pois adoraria interpor ao menos cem metros entre mim e a minha problemática família – significativamente minha mãe achou a dele louca por deixá-lo partir mas depois me perguntou se acho que posso viver sozinho; aliás, gostaria que o documentário tivesse enfocado mais a vida doméstica dele.



Voltar