Data: 19 de janeiro de 2013


Minha paralisia cerebral é tetraplégica e tenho espasticidade, ataxia e atetoide. Devido aos dois últimos distúrbios motores, meu braço direito é tão descoordenado que quase sempre procuro mante-lo imobilizado e qualquer carícia que eu queira fazer é com a mão esquerda. Meus beijos são molhados porque tenho pouco controle da salivação. Exceto quando uso a língua – o que, dizem algumas mulheres, faço surpreendentemente bem –, sou a parte passiva durante o ato porque a excitação acentua a descoordenação, embora já tenha sido capaz de ser ativo em algumas posições. Tomo o cuidado de cortar as unhas, para não ferir minhas parceiras sem querer. Já que não consigo falar e não é nada bom parar a coisa no meio para dizer o que está ruim, quando vou transar com uma mulher pela primeira vez digito um bilhete para ela dizendo o que gosto fazer ou não, como fazer, as melhores posições, etc – e depois, preciso que ela seja aberta pra conversar francamente comigo sobre o que foi bom ou ruim. O título do meu site é "Dedos dos Pés" porque uso o computador, o tablet e a prancha (de madeira) de comunicação com os dedões dos pés, os quais podem ser vistos como "objetos fálicos" que podem desencadear fantasias, o que já fez algumas mulheres me pedirem para usa-los nelas, com ótimos resultados!



Voltar