Data: 28 de dezembro de 2006



"Caminhante, são teus rastros
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente esteiras no mar."


Antonio Machado



“Dizem que o que procuramos é um sentido para a vida. Não penso que seja assim. Penso que o que procuramos é uma experiência de estarmos vivos, de modo que nossas experiências de vida, no plano puramente físico, tenham ressonância no interior do nosso ser e na nossa realidade mais íntimos, de modo que realmente sintamos o enlevo de estarmos vivos.”


Joseph Campbell



Talvez pelos meus ceticismo, racionalidade e senso crítico acho que a vida é um misto de condições pré-estabelecidas, contingência e um irredutível acaso, não tem sentido intrínseco e nós é que, individual ou coletivamente, atribuirmos um a ela porque não suportamos viver sem sentido, mas já que é assim acho que devo aproveitar tudo de bom que ela me oferece. Tenho um certo "pessimismo da Razão", mas rejeito qualquer determinismo e fatalismo, tenho muito senso de oportunidade e de humor – sarcástico, às vezes até cruel – e sou bem brincalhão com algumas pessoas, além de provocativo com as mulheres que amo. Assim, tento aproveitar cada oportunidade para celebrá-la, passeando, me divertindo, buscando um amor, mantendo fortes amizades, procurando entender o mundo ao redor.



Voltar